quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

CARNAVAL EM PIRACICABA 2019

Carnaval Piracicaba 2019

01/03
Sandra Rodrigues e Banda
Horário: 20h às 0h
Local: Largo dos Pescadores

02/03
Cordão do Mestre Ambrósio
Concentração às 16h - Praça da Boyes
Chegada às 18h - Largo dos Pescadores

Banda Gafieira sem Gafe
Horário: 20h às 0h
Local: Largo dos Pescadores

03/03
Grupo Oitava Cor
Horário: 19h30 às 23h30
Local: Engenho Central

Patricia Ribeiro e Banda
Horário: a partir das 15h
Local: Engenho Central

Bloco Pira Pirou
Horário: 15h às 18h
Local: Praça José Bonifácio

Bloco do Peixe Caipira
A partir das 18h30
Local: Largos dos Pescadores

04/03
Bloco dos Boçais
Horário: 16h
Local: Sesc Piracicaba

Elaine Teotônio e Banda
Horário: 20h às 0h
Local: Engenho Central

05/03
Desfile do Bloco da Ema
Concentração: 15h - Espaço Cultural da Ema
Chegada: Largo dos Pescadores

Banda Maracangalha
Horário: 20h às 23h30
Local: Largo dos Pescadores

Organização Prefeitura Municipal de Piracicaba
Informações (19) 3403-2600

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

BOLSONARO ELEITO PRESIDENTE DO BRASIL


PRESIDENTE ELEITO NO BRASIL EM 2018
Jair Messias Bolsonaro nasceu em 21 de março de 1955, em Campinas/SP. Militar da reserva, político e presidente eleito do Brasil. Seu mandato iniciará em 1º de janeiro de 2019. É o 38º Presidente da República Federativa do Brasil, eleito pelo povo, no segundo turno, em 28 de outubro/2018, com 55,13% dos votos válidos. Com 57.797.456 milhões de votos.

Candidatou-se à presidência da República Federativa do Brasil pelo Partido Social Liberal nas eleições presidenciais de 2018 com General Mourão (PRTB) como vice, na coligação "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos". Sua candidatura, que tinha duas contestações, foi deferida por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

TENTATIVA DE ASSASSINATO
No dia 6 de setembro de 2018, Bolsonaro foi vítima de um ataque a faca durante uma campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. Foi atingido no abdômen e necessitou passar por um procedimento de laparotomia exploratória na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. Foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. O candidato sofreu uma séria lesão em uma veia abdominal. O ferimento mais grave ocorreu no intestino grosso. Os médicos precisaram realizar uma colostomia, quando uma bolsa é acoplada ao abdome.

CAMPANHA 
Dai por diante devido as cirurgias e recuperação, o povo brasileiro simpatizante ao candidato iniciou uma campanha pela internet. Ele próprio comandou sua campanha através de lives diretamente da sua página no Facebook.

VIDA POLÍTICA
Filiado ao Partido Social Liberal (PSL), foi deputado federal por sete mandatos entre 1991 e 2018, sendo eleito através de diferentes partidos ao longo de sua carreira.

Formou-se na Academia Militar das Agulhas Negras em 1977 e serviu nos grupos de artilharia de campanha e paraquedismo do Exército Brasileiro. Tornou-se conhecido do público em 1986, quando escreveu um artigo para a revista Veja onde criticava salários de oficiais militares. Por causa disto foi preso por quinze dias, apesar de ter recebido cartas de apoio de colegas do exército. Foi absolvido dois anos depois.

Bolsonaro ingressou na reserva em 1988, com o posto de capitão, para concorrer à Câmara Municipal do Rio de Janeiro naquele ano. Foi eleito vereador pelo Partido Democrata Cristão, partido que seria extinto em 1993. Em 1990, candidatou-se a deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro. Foi o candidato mais votado, com apoio de 6% do eleitorado fluminense (464 mil votos), sendo reeleito por seis vezes. Durante seus 27 anos na Câmara dos Deputados, ficou conhecido por ter uma personalidade controversa, por conta de suas visões políticas geralmente caracterizadas como populistas e de extrema-direita, que incluem a simpatia pela ditadura militar no Brasil (1964–1985) e a defesa das práticas de torturador aquele regime.

Bolsonaro anunciou sua pré-candidatura à Presidência do Brasil em março de 2016 pelo Partido Social Cristão. Em janeiro de 2018, no entanto, anunciou sua filiação ao Partido Social Liberal (PSL), o nono partido político de sua carreira desde que foi eleito vereador em 1988. 

Jair Bolsonaro foi o primeiro candidato à presidência a alcançar o valor de um milhão de reais em doações para campanha eleitoral por meio do financiamento coletivo. O valor foi alcançado após 59 dias do início da campanha de arrecadação, em 5 de julho, arrecadando-se em média 17 mil reais por dia. Em 23 de agosto, iniciou sua campanha, gozando de forte proteção policial e usando colete à prova de balas. 

Obteve 49 276 990 votos no primeiro turno da eleição, que ocorreu dia 7 de outubro, o que corresponde a 46,03% dos votos válidos, sendo o mais votado do turno. Como nenhum candidato atingiu 50% dos votos válidos, o Tribunal Superior Eleitoral convocou o segundo turno da eleição, disputado entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Jair Bolsonaro venceu em 16 estados e no Distrito Federal, ultrapassando 50% dos votos em 13 estados. Foi o candidato mais votado no primeiro turno da eleição da história, superando o recorde anterior de Dilma Roussef em 2010, quando obteve cerca de 47 milhões de votos no primeiro turno.

Em Piracicaba, em 100% das urnas apuradas, o candidato do PSL teve 78,51% dos votos contra os 21,49%, do petista.

Primeiro discurso escrito como presidente eleito
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Nunca estive sozinho, sempre senti a presença de Deus e a força do povo brasileiro, orações de homens, mulheres, crianças, famílias inteiras, que diante da ameaça de seguirmos por um caminho que não é o que os brasileiros desejam e merecem, colocaram o Brasil, o nosso amado Brasil, acima de tudo. Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa, não de um partido não é a palavra vã um de homem, é um juramento a Deus. A verdade vai liberar esse grande país e a liberdade vai nos transformar em uma grande nação. A verdade foi o farol que nos guiou até aqui e vai seguir iluminando nosso caminho.
O que ocorreu hoje nas urnas não foi a vitória de um partido, mas a celebração de um país pela liberdade. O compromisso que assumimos com os brasileiros foi de fazer um governo decente, comprometido exclusivamente com o país e com o nosso povo e eu garanto que assim o será. Nosso governo será formado por pessoas que tenham o mesmo propósito de cada um que me ouve nesse momento, o propósito de transformar o nosso Brasil em uma grande, livre e próspera nação. Podem ter certeza de que nós trabalharemos dia e noite para isso. Liberdade é um princípio fundamental. Liberdade de ir e vir, andar nas ruas em todos os lugares desse país, liberdade de empreender, liberdade política e religiosa, liberdade de formar e ter opinião, liberdade de escolhas e ser respeitado por elas. Esse é um país de todos nós, brasileiros natos ou de coração. Um Brasil de diversas opiniões, cores e orientações.
Como defensor da liberdade, vou guiar um governo que defenda e proteja os direitos do cidadão que cumpre seus deveres e respeita as leis. Elas são para todos, pq assim será o nosso governo constitucional e democrático: acredito na capacidade do povo brasileiro que trabalha de forma honesta, de que podemos juntos, governo e sociedade, construir um futuro melhor. Esse futuro de que falo e acredito passa por um governo que crie condições para que todos cresçam. Isso significa que o governo federal dará um passo atrás, reduzindo sua estrutura e a burocracia, cortando desperdícios e privilégios para que as pessoas possam dar muitos passos à frente. Nosso governo vai quebrar paradigmas, vamos confiar nas pessoas, vamos desburocratizar, simplificar e permitir que o cidadão, o empreendedor, tenha mais liberdade para criar e construir o seu futuro. Vamos desamarrar o Brasil. Outro paradigma que vamos quebrar: o governo respeitará de verdade a federação, as pessoas vivem nos municípios, portanto os recursos federais irão diretamente para os estados e municípios. colocaremos de pé a federação brasileira. Nesse sentido, repetimos que precisamos de mais Brasil e menos Brasília. Muito do que estamos fundando no presente trará conquistas no futuro. As sementes serão lançadas e regadas para que a prosperidade seja o desígnio dos brasileiros do presente e do futuro.
Esse não será um governo de resposta apenas às necessidades imediatas, as reformas a que nos propomos são para criar um novo futuro para os brasileiros. E quando digo isso falo com uma mão voltada para o seringueiro no coração da selva amazônica e a outra para o empreendedor suando para criar e desenvolver sua empresa. Porque não existem brasileiros do sul ou do norte, somos todos um só país, uma só nação, uma nação democrática.
O Estado democrático de direito tem como um dos seus pilares o direito à propriedade. Reafirmamos aqui o respeito e a defesa desse princípio constitucional e fundador das principais nações democráticas do mundo. Emprego, renda e equilíbrio fiscal é o nosso compromisso para ficarmos mais próximos de oportunidades e trabalho para todos. Quebraremos o ciclo vicioso do crescimento da dívida, substituindo-o pelo ciclo virtuoso de menores déficits, dívida decrescente e juros mais baixos. Isso estimulará os investimentos, o crescimento e a consequente geração de empregos. O déficit público primário precisa ser eliminado o mais rápido possível e convertido em superávit, esse é o nosso propósito.
Aos jovens, palavra do fundo do meu coração: vocês têm vivido um período de incerteza e estagnação econômica, vocês foram e estão sendo testados a provar sua capacidade de resistir. Prometo que isso vai mudar, essa é a nossa missão. Governaremos com os olhos nas futuras gerações e não na próxima eleição.
Libertaremos o Brasil e o Itamaraty das relações internacionais com viés ideológico a que fomos submetidos nos últimos anos. O Brasil deixará de estar apartado das nações mais desenvolvidas, buscaremos relações bilaterais com países que possam agregar valor econômico e tecnológico aos produtos brasileiros. Recuperaremos o respeito internacional pelo nosso amado Brasil. Durante a nossa caminhada de quatro anos pelo Brasil, uma frase se repetiu muitas vezes: ‘Bolsonaro, você é a nossa esperança’. Cada abraço, cada aperto de mão, cada palavra ou manifestação de estímulo que recebemos nessa caminhada fortaleceram o nosso propósito de colocar o Brasil no lugar que merece. Nesse projeto que construímos cabem todos aqueles que têm o mesmo objetivo que o nosso. Mesmo no momento mais difícil dessa caminhada, quando, por obra de Deus e da equipe médica de Juiz de Fora e do Albert Einstein, ganhei uma nossa certidão de nascimento, não perdemos a convicção de que juntos poderíamos chegar à essa vitória. É com essa mesma convicção que afirmo: ofereceremos a vocês um governo decente, que trabalhará verdadeiramente para todos os brasileiros. Somos um grande país e agora vamos, juntos, transformar esse país em uma grande nação, uma nação livre, democrática e próspera. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.”


Bolsonaro recebeu uma ligação do Presidente dos EUA, Donald J. Trump, parabenizando-o  pela eleição histórica. Ambos manifestaram o desejo de aproximar ainda mais as duas grandes nações e avançarem no caminho da liberdade e da prosperidade.


sábado, 27 de outubro de 2018

100 ANOS DA SAPUCAIA | ÁRVORE SÍMBOLO DE PIRACICABA


Um Século, Sapucaia, árvore-símbolo de Piracicaba, completa 100 Anos em Novembro.
A sapucaia, árvore-símbolo de Piracicaba, plantada no cruzamento da avenida Independência com rua Moares Barros, completa um século no mês de novembro. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), em parceria com o Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP), Esporte Clube XV de Novembro e Associação Amigos da Sapucaia, preparou uma programação especial para comemorar o aniversário da árvore, que tem sua história ligada à celebração da paz
Segundo informações da professora Valdiza Caprânico, presidente do IHGP, a sapucaia centenária foi plantada pelo seu avô Antonio Caprânico em comemoração ao fim da 1ª Guerra Mundial, em 1918. Caprânico trouxe de sua fazenda várias mudas de sapucaia e veio plantando pelo caminho, até chegar a Piracicaba. De todas, só a da avenida Independência com a rua Moraes Barros, local onde havia um bosque, acima da casa da família, resistiu. O bosque, depois, deu lugar ao Estádio Barão de Serra Negra.


sábado, 20 de outubro de 2018

ELEIÇÕES 2018 | PIRACICABA/SP


2º TURNO 
DIA 28 de Outubro/2018
CANDIDATOS A PRESIDÊNCIA

- Jair Bolsonaro (PSL) – 17
Vice: Hamilton Mourão (PRTB)

- Fernando Haddad (PT) – 13
Vice: Manuela D’Ávila (PC do B - Partido Comunista do Brasil)


CANDIDATOS AO GOVERNO DE 
SÃO PAULO

- João Doria (PSDB) - 45
Vice: deputado federal Rodrigo Garcia (DEM)

- Márcio França (PSB) - 40
Vice: coronel Eliane Nikoluk (PR)


MANIFESTAÇÃO


27/10 (SÁB)


28/10 (DOM)



sexta-feira, 5 de outubro de 2018

OS BONDES DA ANTIGA PIRACICABA

Em 1877 a Companhia Estrada de Ferro Ituana construiu em Piracicaba uma estação no centro da cidade. Não havia necessidade de transporte urbano em Piracicaba, até que a  Escola Agrícola (ESALQ) estabeleceu-se ao nordeste da cidade em 1901. Entre essa data e 1914, havia pelo menos nove propostas de linhas de transporte urbano movido seja a vapor, a tração animal, ou a eletricidade. Um dos planos previa 35 km de “linha de bondes elétricos ou a vapor” entre Piracicaba e a vizinha cidade de Rio Claro. Todos estes projetos foram rejeitados pelo governo municipal de Piracicaba.

O bonde elétrico que a Empresa Electricidade de Piracicaba (EEP) propôs em 1913 foi ignorado até que essa Empresa formasse um Acordo com a The Southern Brazil Electric Company Limited, fundada nesse mesmo ano em Londres. EEP renovou sua oferta em 1914, sendo o Acordo aprovado em 30 de Setembro de 1915. A construção começou em outubro e quatro bondes abertos foram adquiridos de Empresa de Campinas, em dezembro. 


O trajeto para a Escola de Agricultura, durou 5 anos, era feito pela linha do bonde E.E.P.
Em 06 de dezembro de 1921 foi inaugurada uma nova linha para a “Vila Rezende”, atravessando o Rio Piracicaba. Em 30 de Julho 1922, uma terceira linha que, pela Rua Boa Morte, seguia até a “Estação Paulista” – a nova estação da Estrada de Ferro Paulista, que inaugurou sua bitola de 1600 mm linha para Piracicaba nesse mesmo ano. A E.E.P. também mudou sua garagem na Rua Morais Barros para a Av. Prof. Dr. Paulo de Morais, a poucos quarteirões a leste da estação. Havia um plano para estender as faixas norte e leste para a Cidade Alta, mas o projeto nunca foi realizado.

Os trajetos dos bondes em Piracicaba eram primários e não foram expandidos para servir a cidade que estava em ritmo de crescimento. Enquanto o trajeto que servia a Vila Rezende tinha um desvio que utilizava duas linhas, os dois trajetos tinham somente uma pista, permitindo o uso de um único carro por vez. Irritados com a indiferença dos americanos, os alunos da Escola de Agricultura incendiaram um dos bondes em 1932.

Em 1933, os novos proprietários transportaram os carros de Piracicaba para Campinas para reformá-los. A Companhia Campineira removeu seus clerestórios, as plataformas em cada extremidade foram fechadas e a disposição dos assentos foi alterada. Os próprios veículos foram melhorados, porém como o serviço de bondes ainda era pouco frequente, os ônibus passaram a proporcionar melhor transporte. Os bondes continuaram a trafegar pelas linhas, sendo que, de acordo com o levantamento de 1945 feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística o sistema contava com 27 funcionários, cinco carros motorizados de passageiros, um reboque de passageiros e 8 km de trilhos em Piracicaba. Em 1950 o sistema foi transferido para a Prefeitura.

Os bondes elétricos foram utilizados em Piracicaba durante 53 anos. O bonde 4, exposto no Campus “Luiz de Queiroz” desde 1969, e recentemente renumerados 2, completou 100 anos de idade em 2012. A Estrada de Ferro Sorocabana encerrou seu serviço de passageiros em 1976, a Estrada de Ferro Paulista em 1977. 


















Fonte de Pesquisa: A Província

IMAGENS DE PIRACICABA 2018






















quarta-feira, 3 de outubro de 2018

ELEIÇÕES 2018 | BRASIL

ELEIÇÕES 2018

CARREATA 06/10/2018

VOTAÇÃO
PREPARE SUA LISTA DE CANDIDATOS PARA VOTAR.
ATENÇÃO AO CANDIDATO E SEU VICE. 

No 1º turno das Eleições 2018, dia 7 de outubro, o eleitor terá que votar em 6 (seis) candidatos diferentes na urna eletrônica, seguindo a ordem:
- Deputado Federal
- Deputado Estadual ou Distrital
- Senador 1
- Senador 2 (se digitar o mesmo do voto anterior, será anulado)
- Governador
- Presidente



CANDIDATOS A PRESIDÊNCIA

- Jair Bolsonaro (PSL) – 17
Vice: Hamilton Mourão (PRTB)

- Fernando Haddad (PT) – 13
Vice: Manuela D’Ávila (PC do B - Partido Comunista do Brasil)

- Ciro Gomes (PDT) – 12
Vice: senadora Kátia Abreu (PDT)

- Geraldo Alckmin (PSDB) – 45
Vice: senadora Ana Amélia (PP)

- Marina Silva (Rede) – 18
Vice: médico Eduardo Jorge (PV)

- Alvaro Dias (PODEMOS) – 19
Vice: Paulo Rabello de Castro (PSC)
Além do partido de seu companheiro de chapa, a coligação encabeçada por Dias inclui os nanicos PRP e PTC.

- Henrique Meirelles (MDB) – 15
Vice: ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto (MDB)

- João Amoêdo (NOVO) – 30
Vice: cientista político Christian Lohbauer (NOVO)

- Guilherme Boulos (PSOL) – 50
Vice: líder indígena Sônia Guajajara (PSOL)


Os nanicos (que menos aparecem nas pesquisas)
No pelotão de nanicos da eleição presidencial de 2018:
- José Maria Eymael (Democracia Cristã) – 27
- Cabo Daciolo (Patriota) – 51
- João Goulart Filho (PPL) – 54
- Vera Lucia (PSTU) – 16


CANDIDATOS AO SENADO
Em 2018, os eleitores de São Paulo vão poder eleger 2 (dois) senadores:

- Antonio Neto (PDT) - 123
- Cidinha (MDB) - 155
- Diogo da Luz (NOVO) - 300
- Dra. Eliana Ferreira (PSTU) - 161
- Eduardo Suplicy (PT) - 131
- Jilmar Tatto (PT) - 132
- Major Olímpio (PSL) - 177
- Mancha (PSTU) - 160
- Mara Gabrilli (PSDB) - 457
- Marcelo Barbieri (MDB) - 151
- Mário Covas (PODEMOS) - 191
- Maurren Maggi (PSB) - 400
- Moira Lázaro Mandado Coletivo (REDE) - 180
- Nivaldo Orlandi (PCO) - 290
- Professora Sílvia Ferraro (PSOL) - 500
- Tripoli (PSDB) - 450


CANDIDATOS AO GOVERNO DE 

SÃO PAULO: 

- João Doria (PSDB) - 45
Vice: deputado federal Rodrigo Garcia (DEM)

- Luiz Marinho (PT) - 13
Vice: professora de psicologia Ana Bock (PT)

- Major Costa e Silva (DC) - 27
Vice: Cabo Fátima (DC)

- Marcelo Candido (PDT) - 12
Vice: Gleides Sodré (PDT)

- Márcio França (PSB) - 40
Vice: coronel Eliane Nikoluk (PR)

- Paulo Skaf (MDB) - 15
Vice: tenente-coronel da Polícia Militar Carla Basson (MDB)

- Prof. Claudio Fernando (PMN) - 33
Vice: Roberto Campos (REDE)

- Professora Lisete (PSOL) - 50
Vice: Professor Maurício Costa (PSOL)

- Rodrigo Tavares (PRTB) - 28
Vice: Jairo Glikson (PRTB)

- Rogerio Chequer (Novo) - 30
Vice: Andrea Menezes (NOVO)

- Toninho Ferreira (PSTU) - 16
Vice: Ariana Gonçalves (PSTU)



CANDIDATOS A DEPUTADOS ESTADUAIS DE SÃO PAULO
(são os 2174 candidatos de todos os partidos ao cargo de Deputado Estadual de São Paulo)
CONFIRA: 
https://especiais.gazetadopovo.com.br/…/…/deputado-estadual/


CANDIDATOS A DEPUTADOS FEDERAIS
(são os 1686 candidatos de todos os partidos ao cargo de Deputado Federal de São Paulo)
CONFIRA:
https://especiais.gazetadopovo.com.br/…/sp/deputado-federal/